Droga

Hoje acordei mal disposto. Não sei se por ser ultimo dia do ano, mas a verdade é que me sinto como se tivesse sido roubado, despejado de qualquer coisa importante.
Não sei quem tu és, mas sinto a tua falta. Não sei onde estás, mas era ai que me apetece estar. Não sei a que cheiras, mas estou viciado nesse aroma. Não sei o que dizes, mas preciso de ouvir a tua voz. Não sei no que pensas, mas gostava que fosse em mim.
Normalmente não ligo a datas, uma data é um ponto fixo, e eu gosto de flexibilidade no sentido em que preciso de espaço. Não gosto de coisas impostas, prefiro ser convencido ou apenas distraido.
E depois apareceste tu, ou será este pensamento de ti? De tempos a tempos consegues captar todos os neurónios do meu cerebro e, com arrogância, retiras tudo o mais do meu pensamento, ficando só tu. Mas eu não te conheço, afinal em que é que penso? O que é isto que me queima as noites e os dias?
Sempre me considerei um gajo independente, já vivi mais tempo só que qualquer outra pessoa que conheça, e sempre me considerei um gajo (moderadamente) feliz. Esta dependência de ti, está-me a fazer sentir mal. Quero a liberdade, por favor trata-me mal, deixa-me fartar de ti. Quero uma overdose desse efeito drogático que tu produzes em mim, a ver se ganho juizo, a ver se ganho a minha vida de volta.

Agora saiu-me mais esta: “Não gosto de finais, por isso fujo dos inicios.”, tenho de ver se vou de férias, ando com esta cabeça toda lixada… quero lá saber se até tiro 19’s, ando a dar em louco!

CD

8 Respostas to “Droga”

  1. Fontez Says:

    Um dos melhores posts que já ali neste canto.
    Bom mesmo.
    Conquista a liberdade caríssimo ou a droga manda em ti?
    Será que respondeste ao post que está no fontez, que refere de quem manda, se a mente ou o corpo? Neste caso é o corpo que manda em ti e não o teu cérebro, o corpo diz e tu obedeces! Errado?

  2. cdesag Says:

    A droga em que eu pensava, era uma das seguintes:
    – Mulheres
    – Haxixe
    – Cavalo
    – Mulheres
    – Alcool

  3. Marta Says:

    Achei o texto brilhante!
    Humor na dose certa.

  4. cdesag Says:

    Obrigado.
    Não sei porquê toda a gente gosta de quando escrevo em sofrimento!? Do mal o menos, parece que só acontece de longo em longo.

  5. marta Says:

    É realmente mt bonito este texto… vim lembrá-lo!!! Gostei dele da mesma forma.

  6. cdesag Says:

    Também acho, nem parece que saiu de mim, sei que as ideias são minhas, que o senti, mas a “forma” ultrapassou-me…

  7. Marta Says:

    Bendita droga, que me viviou e me faz voltar, ou melhor, não me deixa partir…
    CD, viciaste-me na tua leitura faz hoje um ano… em ti fiquei viciada mais tarde, mas começou por aqui!
    Amt.
    Beijos!

  8. cdesag Says:

    Bendita droga, ainda bem que te viciei, não leves a mal, mas espero conseguir viciar-te durante muito tempo… semanas, meses, anos… vidas.
    Que nunca tenhas ressacas desta “droga” que partilhamos.
    Deste vet,
    Beijos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: