Baralhado

Hoje, aquela que não ME devia falar de amores depois do que aconteceu, lembrou-se de me dar lições sobre gajas. Normalmente a coisa até seria para meu bem, mas a verdade é que não me agradou.
Para além de que ainda estou em recuperação, já nem pensava no assunto, mas a verdade é que eu não consigo desligar facilmente. Ou as coisas ficam arrumadas, ou então vou andar a remoer por um bocado.
Um bocado tanto podem ser dois segundos, como dois anos. E às vezes, parece que custam mais a passar dois segundos que dois anos.
Mas enfim, a conversa começou com a sugestão de eu ver o que estava a dar no programa da Fátima Lopes na sic. Entre o que estava a fazer, e o que ouvi, parecia que falavam de o que é que os homens deviam fazer para agradar às mulheres (acho que era isso, que eu só percebi qualquer coisa de preliminares).
Eu, como estava bem disposto (era de manhã e não tinha ainda saido de casa), perguntei afinal a que despropósito é que ela queria que eu aprendesse alguma coisa sobre preliminares. A partir daqui na conversa parecia que tinham colocado o meu coração em frente a pelotão de fuzilamento.
Agora que começo a pensar melhor no assunto, nem sei bem porque. Mas quando cheguei ao final, foi a sensação que me ficou, tinha morrido.
A ideia que eu fiquei sobre a conversa foi de que eu tenho de prestar atenção áquilo que ela diz, que necessito de corrigir comportamentos e que aquilo que ela me diz que não gosta em mim é o que nenhuma mulher há de gostar em mim.
Mas depois vem com aqueles comentários cripticos, que basicamente são uma chatice (quem me conhece sabe que eu não gosto de decorar e para me lembrar do que quer que seja preciso de pistas), comentários do genero: “tu sabes a que me refiro” e “não queres que eu esteja para aqui a lembrar-me de coisas”. Acredita que não sei a que te referes, podia ser da hora da manhã, mas estou a escrever isto de tarde e continuo sem me lembrar. Custa muito dar uma pista? Enfim, não sei para que começam as conversas se não querem dizer nada.
Ok, descobriste um ponto fraco, entro em parafuso quando não compreendo uma coisa. Faz-me falta a lógica. Normalmente recupero em dois segundos, mas hoje a coisa abateu-me.
Estas então partiram-me todo: “a sério…a partir de agora toma mais atenção ao que eu digo”, “e talvez comesses a perceber muita coisa” e para rematar “o único conselho que te dou, fica mais atento ao que as pessoas dizem, acima de tudo, toma mais atenção ao que as mulheres dizem”.
Que mulheres, há mais de um mês que só penso em estudos. A unica mulher com quem tenho tido contacto és tu. Pelo menos a conversar mais de 5 minutos seguidos.
Desculpa lá se ainda não esqueci aquilo que sentia há um ou dois meses atrás, mas eu não desligo assim, falta pouco acredita mas dai até “mas é mais fácil esquecermos alguém se nos interessarmos por outra(s)”, “a vida é só 2 dias, o ontem já passou…vive o hoje, o mais intensamente possivel”, “e nao vale a pena ficarmos tristes nem vivermos no passado” e “devemos levantar a cabeça e seguir em frente”. Eu segui em frente, acredita. Já não és tu que aqui moras, nem sequer a ideia de ti. Quanto ao ser feliz, sempre me considerei moderadamente feliz. Aliás, tenho (tinha) estado esta semana toda bastante bem disposto, talvez porque não te tenha visto… ora ai está uma boa ideia.
E diz esta gaja que me conhece (mais uma), se assim é então a ideia era magoar-me. Conseguiste, tive um dia de merda, dos piores que me lembro há muito tempo.
Resultado, aqui estou eu completamente baralhado.

CD

Notas:
1 – As minhas desculpas a quem se cruzou comigo hoje;
2 – Este post ainda não está acabado… ainda estou a tentar perceber porque fiquei tão chateado.

10 Respostas to “Baralhado”

  1. Fontez Says:

    Apenas dizer:
    “Nós somos o que somos porque queremos”
    “Nós sentimos o que sentimos porque queremos”
    Conclusão: não existem fantasmas com comandos a controlarem-nos!

    P.S. Se não tivesses tido razão aí…sim deverias pedir desculpa, mas neste caso tiveste e assim como tal não precisas de pedir desculpa ora!😉
    P.S.2 O Ser Humano é imperfeito não te esqueças. Falo de Ser Humano e não de “nome” do Ser Humano, pois neste caso … existem!🙂

  2. Marta Says:

    Não devia comentar este post, ele parece bastante pessoal… mas comento pq tenho uma aptidão especial para fazer o q n devo, e pq sou mulher, reconheço esse discurso.
    Confesso q o acho infeliz, mas é um recurso, gostamos de ser lembradas, de estar presentes. Gostamos de nos fazermos de conselheiras. Talvez nem todas… posso ser injusta. Eu já o fiz e foi em desespero de causa…

  3. cdesag Says:

    O que mais me lixou foi o completo desprezo por o que quer que eu pudesse sentir ou pensar.
    Vou-te ser sincero, aquela passagem do “e talvez comesses a perceber muita coisa”, baralhou-me completamente, talvez por ali ter percebido o que lá não diz, mas a verdade é que quando para o final (porque abandonei a conversa), me diz que eu tinha de me atirar a outras mulheres, que isso era a forma de eu esquecer as coisas, chorei (isto não sai daqui).

  4. Marta Says:

    Mais um comentário que devia engolir… mas cá vai.
    O teu bom humor é uma constante ou uma defesa?
    (Nem te dês ao trabalho de responder, é uma pergunta que não carece de resposta, a ideia foi só deixá-la no ar).

  5. topept Says:

    BOLTEI….
    Este post desculpa nem to vou comentar, prefiro falar pelo tlm, assim posso dizer mais asneiras e chamar mais nomes, além do mais sobre este assunto (“gaija” ), já falamos muito á uns meses atrás e eu já te disse a minha opinião.
    Mas só queria deuxar aqui o comentário de que nenhuma gaija como esta te conhece para dizer aquilo que escreves-te, e o teu problema não são as gaijas mas tu, falta-te mais autoestima e confiança, primeiro estás tu e depois os outros… e além do mais és BOM, caga…..
    Por falar em dias triste só para não dizer que este foi o pior, lembra-te do latinhas, esse sim foi um dia triste para ti…..
    Qual gaija qual k?

  6. cdesag Says:

    Eu acho que só sou bem humorado em privado. Quando não conheço não me aventuro muito. Pelo que a imagem deve ser até um bocado arrogante.
    Mas normalmente acordo bem disposto.

  7. cdesag Says:

    Com Amigos assim, quem é que vive infeliz e sempre mal humorado?
    Ok, eu quando for grande quero ser um gajo arrogante, daqueles velhos ricos e cinicos que só estão bem a chatear os outros, mas isso ainda deve demorar uns tempos.

  8. Fontez Says:

    Só para parafrasear topept:
    “…e o teu problema não são as gaijas mas tu, falta-te mais auto-estima e confiança, primeiro estás tu e depois os outros… e além do mais és BOM, caga…”
    Não retiro nem acrescenta uma vírgula!😉

  9. Fontez Says:

    Interessante o ping-pong entre a dear Marta e caro cdesag!😉

  10. Marta Says:

    Tenho a certeza que tens mtas coisas que mtas mulheres podem gostar…
    ou vão gostar… ou já gostam…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: