Disfarçado

Está a chegar o carnaval, e como todas as festas religiosas, esta também parece ser baseada em orgias. Talvez não na forma da primeira ideia que apareceu nas mentes mais perversas, que eu gosto de acreditar estão desse lado (que giro, de estão para tesão é só trocar a ordem dumas letras, mas o fundamental já lá está… não me liguem).
Como sempre, o que digo não tem de ser baseado em nada, não estou aqui para falar de história, aliás qualquer semelhança com a realidade embora provavelmente intencional, é pura coincidência. Mas voltando às festas religiosas, quase todas promovem os ajuntamentos.
Coisa boa, interessante mesmo. E como imensas possibilidades. Sim, que eu do pouco que conheço de história, a malta está a perder qualidades, antigamente é que sabiam viver.
Não sei se por terem inventado as cuecas, ou deixarmos de andar com tunicas, que basicamente são lençois, tem-se perdido muita acção/espontaneidade.
Mas o carnaval, que acho que quer dizer “festa da carne”, embora religiosa é uma festa em que aquilo que acabou por ter valor, foi o que o povo decidiu e não o bando de mafiosos do costume, talvez por isso continue a ser uma Festa, e melhor ainda parece-me que com o apoio dos tais mafiosos. É a tal coisa, “dão-se bons conselhos…”*
Isto da história tem que se lhe diga, e a vantagem é que existe tanta, que há de haver sempre mais qualquer coisa para inventar aqui.

CD

* – Dão-se bons conselhos, quando não se podem dar maus exemplos

8 Respostas to “Disfarçado”

  1. Fontez Says:

    E vamos todos para o Brasil…!

  2. topept Says:

    “Festa da Carne”, gostei. Embora aqui em Portugal as moças que se dispem os defiles algumas até têm muita carne e com o frio ficam com pele de galinha. Segundo o que eu sei é do carnaval até á pascoa que se começa a fazer jejum ás sextas feiras.

  3. topept Says:

    Vou-te dizer uma cena, isto de mandar os comments no local de trabalho e ter de se despachar um gaijo para não perder muito tempo´, é com cada pontapé na gramática e com cada erro que depois de ler dou conta……

  4. Marta Says:

    Gosto do carnaval… não por ser a “festa da carne” (sou “vegetariana”).
    Mas gosto dos disfarces…

  5. topept Says:

    Marta: Um dia gostava que me explicassem a teoria de ser vegetariano, uma vez um amigo explicou-me mas não fiquei muito convencido. Sei que existe uma filosofia e uns ideais por tras disso tudo, mas estou a lés.
    Ao provares um bom salpicão Transmontano numca mais queres outra coisa🙂

  6. cdesag Says:

    Pois, isso do vegetarianismo também me soa estranho… para que tentar imitar o sabor da carne, se a carne já existe?

  7. Marta Says:

    Topept, qd me afirmei “vegetariana” fi-lo entre aspas… referia-me apenas ao tipo de carne que falavam no post…

  8. topept Says:

    Ahhhh bom, compreendo. É bom sinal😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: