Esquilos Life V

A avó esquila andava meia desaparecida, parecia que andava em baixo, a pomada não estaria a fazer o efeito que devia.
Pataneca, filha da avó esquila, decide mandar a filha, Luribénia, investigar, que é como quem diz, ir ver se a avó estava bem. Mas para ter muito cuidado com os castores.
E lá vai a esquila Luribénia, pela estrada fora, a cantar…

“Lá-lá-lá vou ver a minha avá,
Lé-lé-lé eu vou a pé,
Li-li-li tenho de fazer [piiiiiii],
Ló-ló-ló ela tem um pópó,
Lu-lu-lu vi um sapo e ele estava nu….”

Quando encontra um animal, que ela desconfiava ser um castor, mas que ela não podia ter a certeza, pois nunca tinha visto nenhum. Que lhe…
[A Luribénia amanda-lhe com o cestinho nas trombas]
O Animal meio estrebunhado diz-lhe:
– Dass… isso foi porquê?
– Eu sei a estória do “Capuchinho Vermelho”!
– E eu sou algum lobo!?
– Não, mas eu vi num filme que na duvida é porque é!
– Pois eu sou o Calimero.
– Eu sou a Luribénia.
– Prontos, agora já nos conhecemos… O que fazes e para onde vais…
– Lá-lá-lá vou ver a minha avá.
– E isso é longe?
– Não, fica naquela arvore no cimo do monte depois da pedra grande…
– Que idade tens?
– 21… (nos esuilos a idade mede-se em meses)
E disseram mais umas coisadas, que não interessam nada. E foram cada um à sua vida… indo Luribénia, pela estrada fora, a cantar…

“Lá-lá-lá vou ver a minha avá,
Lé-lé-lé eu vou a pé,
Li-li-li tenho de fazer [piiiiiii],
Ló-ló-ló ela tem um pópó,
Lu-lu-lu vi um sapo e ele estava nu….”

Chega a casa da avó, vai para bater na porta, mas esta abre-se… Luribénnia entra, e tropeça no tapete à entrada.
Ouve-se do fundo da casa, do quarto da avó:
– Luribénia, és tu minha filha?
– Mãe!? – responde Luribénia.
– Não, sou eu a tua avó.
– Trago um cestinho cheio de coisas boas para ti avó.
– Deixa ai na cozinha, que eu estou ocupada aqui a descascar um castor e tu és muito nova para ver isto. Esta semana já é o segundo.
Luribénia, pousa o cestinho na banca da cozinha, despede-se da avó e vai volta para casa, a contar à mãe que a avó estava bem. Repara à saida que o tapete é uma bela pele de castor.
E lá vai a esquila Luribénia, pela estrada fora, a cantar…

“Lá-lá-lá …”
voçês sabem o resto

CD

6 Respostas to “Esquilos Life V”

  1. fontez Says:

    eu nao sei o resto…
    mas a manita deve saber claro…
    espero por ela…para saber…🙂

  2. Marta Says:

    Eu conheço uma parecida:

    Sabão crá-crá, sabão crá-crá…

    Mas não tem interesse, vcs tb devem saber!😛

  3. fontez Says:

    continuo a nao saber…🙂

  4. cdesag Says:

    “Lá-lá-lá vou ver a minha avá,
    Lé-lé-lé eu vou a pé,
    Li-li-li tenho de fazer [piiiiiii],
    Ló-ló-ló ela tem um pópó,
    Lu-lu-lu vi um sapo e ele estava nu….”

  5. fontez Says:

    humm, essa creio q ja ouvi, mas é antigga…🙂

  6. Fontez Says:

    manafio ta na hora de novo post…
    vamos lá…😉

    abraço migaço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: