o O que virou A

O

O que o Berloques descobriu escrito no chão, depois de a mandar embora:

“Ando com a berloca toda avariada, esta coisa do ter virado gaja e agora ter de cumprir com o prometido é uma grande treta, pareço um cachorro com raiva, tal a espumela que me sai das lábios.
Felizmente que tenho perninhas ou ficaria colada no chão, deixei de usar pasta dos dentes para aliviar o cheirame, agora bebo champanhe anestesia e mesmo as bolhinhas disfarçam, no resto comprei um chupa seios e aspiro os residuos. Uma coisa se confirma, tenho a pele muito macia.
Não me faltam amigos, mas converso cada vez menos, dantes estes gajos diziam que eu tinha a boca sempre a dizer asneiras, agora querem-me colocar na boca aquelas coisa que se dizem em asneiras. É um facto que deixei de estar sozinha, a minha vida é como a minha patarreca, é uma gente saindo já está outra chegando, posso dizer que ando sempre ocupada.” (continuará…)

A (de !norm@l)

Uma resposta to “o O que virou A”

  1. Marta Says:

    sem comentários…😛

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: