O poder da bufa

Georgina andava às compras quando o inegável pivete ganhou presença e tomou conta dos acontecimentos que se seguiram.

Cláudio não queria acreditar, tinham-se tornado o centro das atenções e, como o mais peludo, tinha sido condenado e julgado culpado.

– Como pudeste fazer isso? – pergunta-lhe ele com o olhar

– Foi frango, escapou-se-me por entre as pernas, quando dei por ele… puff – responde ela baixinho.

– Estás bem?

– Não… acho que entrei na menopausa… estou oficialmente velha! – falado já em tom normal

– Queres…

Tlin, a porta do elevador abriu-se, a multidão apressa-se para o exterior.

Desencontram-se…

Plaft, uma mala branca, com certeza  cheia de medicamentos, presa firmemente ao pulso de uma sénior… Georgina cai redonda no chão…e, nervosa… largando mais um valente traque.

Cláudio que já ia longe regressara para procurar o telemóvel… tropeça em Georgina e com cheiro e uma barriga que estava ainda sensível dos acontecimentos do elevador… vomita.

Embaraçados… acordaram no dia seguinte a rir, o que tem sido todos os dias.

CD

Uma resposta to “O poder da bufa”

  1. fontez Says:

    brutal.🙂
    abraço migaço e tudo legal por aí.

    peace.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: